Tratamentos


Os tratamentos feitos atualmente através da Shakti Ayurveda são:

  • Abhyanga (massagem com óleo): a terapia envolve untar o corpo com óleo específico, desenvolver manobras que podem ser feitas para tonificar como também para desintoxicar junto a toques em pontos energéticos chamados marmas. 
  • Shirodhara (fluxo contínuo de uma substância líquida e morna no centro da testa: esse procedimento alivia e cura quaisquer distúrbios mentais, tais como, stress, insônia, ansiedade, problemas de memória, falta de concentração, emoções instáveis e problemas mentais mais sérios como esquizofrenia e bipolaridade.
  • Shiroabhyanga (massagem com óleo na cabeça, face e ombros): essa terapia é de grande valia para as pessoas que precisam descansar a mente e relaxar tensões que se concentram no pescoço, cervical, ombros e cabeça.
  • Abhyanga para gestantes: massagem renovadora e nutritiva para gestantes.

     
  • Basti externo: grande concentração de óleo em uma região específica do corpo a ser definida de acordo com o que precisa ser trabalhado. Os bastis externos objetivam lubrificar, nutrir e escolhido o local a ser aplicado pode aliviar dores lombares, nos joelhos, harmonização da digestão e equilíbrio das emoções.
  • Netra Basti: grande concentração de ghee na região dos olhos. O Netra bati alivia olhos secos, cansados, coceira nos olhos, clareia a visão, relaxa a mente, alivia rugas ao redor dos olhos, alivia olheiras, tonifica os tecidos dos olhos.
  • Nasya: terapia que beneficia todos os doshas, mas principalmente em desequilíbrios Vata e Kapha. O excesso dos doshas acumulados nas regiões dos sinus, nariz, garganta e cabeça são removidos nessa terapia por inserir substâncias medicamentosas através da cavidade nasal. Pode objetivar desintoxicar mas também nutrir.
  • Swedana: sauna ayurvédica, onde a cabeça se mantém fora do vapor, objetivando aquecer somente o corpo deixando a cabeça em temperatura ambiente. A swedana atua como forma de desintoxicar o organismo beneficiando todos os doshas, mas principalmente Kapha.
  • Udwartana: vigorosa massagem com predomínio de fricção, mediante manobras do Abhyanga sentido pratiloma, utilizando pó de ervas secas e pouco óleo. É indicado para Kapha com baixo metabolismo, tendência a obesidade e/ou retenção de líquidos; oleosidade excessiva da pele; sudorese excessiva; embelezamento e limpeza da pele; enrijecimento do tecido subcutâneo; ativação da circulação.
  • Garshana: é uma espécie de esfoliação em que o terapeuta usa luvas de seda e os ingredientes terapêuticos usados são sal grosso, cânfora, ervas e óleo apropriado para o paciente. É uma forma de desintoxicação e é indicada principalmente para Kapha. Trata obesidade, flacidez, celulite, tonifica a pele e músculos e é uma ótima limpeza energética. Após é recomendado o tratamento swedana. 
  • Patra Potali: trouxinhas terapêuticas tônicas e anti inflamatórias.
  • Padabhyanga: massagem nos pés que atua no relaxamento da mente e tem função de aterramento. Muito benéfica para todos os doshas, em especial para Vata. Esse tratamento é precedido de escalda pés.
  • Yoga Massagem Ayurvédica: nessa massagem, além das mãos o terapeuta utiliza os pés nas manobras e alongamentos. É uma técnica de redução, desintoxicação e abertura corporal. Muito útil para esportistas, pessoas que tem uma vida agitada e precisam de um trabalho corporal mais intenso além da massagem. 
  • Vaporização vaginal: A menstruação dolorosa afeta mulheres de todas as idades, às vezes causando o abandono da atividade diária ou o uso de analgésicos tóxicos, mês após mês. No entanto, as mulheres não precisam experimentar seu ciclo mensal dessa maneira. Os remédios antigos são a chave não apenas para o alívio da dor, mas também para a limpeza dos órgãos, para que a causa dessa sensação seja eliminada do corpo. Neste artigo para o Instituto do Nascimento, Rosita Arvigo, naturopata e professora de medicina maia, lembra um antigo tratamento esquecido que qualquer mulher pode usar em casa.
    Os banhos de vapor dentro da vagina ou yoni são tratamentos antigos respeitados pelas mulheres, usados pelas parteiras e curandeiras maias tradicionais na América Central e do Sul. A prática é mencionada nas primeiras crônicas dos frades espanhóis que tomaram tempo para tomar nota das práticas de cura dos maias e astecas. Os baixos (Ba-hoes), como são chamados em espanhol, são um tratamento comum e eficaz para muitas condições femininas, especialmente graves ou crônicas.
    As parteiras as recomendam dentro de um período de 1 a 9 dias após o parto, dependendo da preferência e condição pessoal da mulher. Eles são excelentes para dismenorreia, amenorréia, cistos ovarianos, miomas cervicais e como prática preventiva natural. Os praticantes da técnica Arvigo da terapia abdominal maia recomendam vapores regulares.
    Com que frequência?
    Depende da gravidade da condição da mulher.
    Vapores vaginais também são bons cuidados preventivos. Para aqueles que têm ciclos normais e sem dor, recomenda-se fazer quatro vezes por ano, pouco antes da menstruação. As mulheres na menopausa relataram coágulos sanguíneos escuros, grossos mesmo um ano após a menstruação ter parado. "Melhor por fora do que por dentro" é o nosso lema. A combinação de vapor e óleos essenciais das plantas penetra profundamente no colo do útero e no útero para desalojar fluidos menstruais endurecidos e acumulações patológicas que não são adequadamente liberadas a cada ciclo mensal. O endurecimento da membrana uterina faz com que o útero sofra cãibras ferozmente para expulsar o acúmulo endurecido.
    Trecho de texto retirado de Birth Institute.